1952
Avenida Ibirapuera em 1952.
Catedral da Sé sendo construída, em 1952. Foto Colorizada.
A Ladeira do Carmo passa a se chamar Avenida Rangel Pestana.
1954
Hall de entrada do Museu do Ipiranga em 1954.
Avenida São João em 1954.
Praça da Sé em 1954.
1955
Viaduto do Chá em 1955.
Avenida São João em 1955.
1956
Estação Mandaqui, em 1956.
Praça Marechal Deodoro, em 1956.
1957
18 de maio de 1957. Edificio Copan em construção.
1958
Rua Amaral Gurgel, antes da construção do Minhocão
Rua Claudino Inácio Joaquim no bairro do Tucuruvi, em 1958.
1959
Construção do Viaduto Pacaembu, sobre a linha férrea da Fepasa (atual CPTM), para ligação entre a avenida Pacaembú e a avenida Dr. Abraão Ribeiro.
1960
Avenida Ibirapuera em 1960.
Viaduto do Chá na década de 60.
Embarque de passageiros no aeroporto de Congonhas, em 1960.
Década de 60. Bonde 35 com destino ao bairro da Lapa, na avenida São João na altura do Largo do Paissandu.
1961
Cine Ritz-Consolação passando "Meu último tango" em 1961. Foi o último filme exibido ali antes de ser fechado e alugado à TV Tupi, que o transformou em teatro.
1962
Rua direita, em 1962.
1964
Parque Antártica em 1964.
1966
Cruzamento da praça Marechal Deodoro com a Av. Angélica, em 1966.
Paulista em 1966 com a linha de bondes no centro da avenida e com os ipês amarelos em toda sua extensão. As árvores foram derrubadas em setembro de 1972, logo na primeira semana de obras do projeto Nova Paulista.
Rua Amaral Gurgel, antes da construção do Minhocão
1967
Cine Trianon foi fechado para reformas em 1967 e reabriu em 29 Junho 1967. O Cine Ritz, à esquerda, apesar de estar fechado, ainda não tinha sido demolido.
1968
Em 1968 a rua da Consolação já tinha sido alargada; o Cine Ritz foi, finalmente demolido, e o Cine Trianon mudou de nome para Cine Belas Artes.
Aeroporto de Congonhas, em 1968.
Aeroporto de Congonhas, em 1968.
1969
Projeto do Elevado Costa e Silva.
Vale do Anhangabaú e ao fundo edifício CBI e o viaduto do Chá em 1969.
Avenida São Luiz em 1969.
Rua Florêncio de Abreu em 1969.
Pessoas esperam o ônibus no Largo de São Bento em 1969.
Espelhos dágua em frente ao Parque do Trianon em 1969.
Avenida Paulista em 1969.
Avenida Paulista em 1969, na altura do Conjunto Nacional. Em destaque, o edifício Grande Avenida. As pistas de 30 metros de largura já não comportavam o tráfego no final dos anos 1960
Paulista ainda com suas calçadas largas. O projeto Nova Paulista tirou 6 metros de cada calçada da avenida. No lado esquerdo o Conjunto Nacional, com a placa do Cine Astor.
Imagem da Avenida Paulista em 1969, antes da intervenção do projeto "Nova Paulista". As calçadas eram maiores do que as pistas e haviam ipês em toda sua extensão A foto foi tirada do terraço do Conjunto Nacional. Em destaque, o edifício Grande Avenida atingido por incêndio em 13 de janeiro daquele ano.
Avenida Paulista antes das obras de alargamento das pistas. A foto, de 1969, mostra as fiações ainda penduradas nos postes. Em destaque, o edifício Grande Avenida atingido por incêndio em 13 de janeiro daquele ano.
Esquina da Avenida Ipiranga com São João, sem o Minhocão, em 1969.
1970
Espelhos dágua em frente ao Museu de Arte de São Paulo (Masp) ainda intactos em 1970.
Vale do Anhangabaú na década de 70 com o buraco do Ademar (passagem subterrânea. cruzamento com a Av. São João) Do lado direito, o edifício mais alto de São Paulo : Palacete Zarzur (Mirante do Vale)
Rua Amaral Gurgel já com o Elevado Costa e Silva pronto, em 1970.
Interior da estação Jabaquara do Metrô na década de 1970.
Aeroporto de Congonhas, no início da década de 1970.
Vista aérea da Avenida Paulista em 1970, ainda sem o canteiro central, antes da desapropriação de imóveis e jardins dos casarões para as obras de ampliação da avenida para desafogar o tráfego.
Avenida Paulista, em 1970.

Últimas Atualizações