1896
Parque da Cantareira, em 1896.
1897
Praça da República, em 1897.
Em 12 de março de 1897, através da Resolução nº 82, a Câmara Municipal alterou o nome da atual Rua São Bento para "Rua Coronel Moreira César", uma homenagem ao militar que combateu na Guerra dos Canudos. Porém, tal medida não agradou à população. Dois anos mais tarde, em 28 de agosto de 1899, através da Lei nº 416, o logradouro passou a ser conhecida pelo nome atual, referenciando o Mosteiro de São Bento, localizado no Largo de mesmo nome.
1898
Avenida Paulista em 1898.
Rua Direita em 1898. Foto de Guilherme Gaensly.
1900
Em 1900, o Conde Francesco Matarazzo, ícone da industrialização do Brasil, inaugurou a maior unidade fabril de São Paulo, o Moinho Matarazzo, no Brás, que produzia a farinha de trigo que, até então, era importada.
O ritmo de São Paulo acelerou com a chegada do bonde elétrico.
No dia 7 de maio de 1900, uma multidão curiosa se aglomerou no largo de São Bento para conhecer os tais "bondes sem burros".

Os novos veículos logo se espalharam pelas principais vias, como a avenida Angélica, que liga o centro à avenida Paulista.
A primeira linha de bonde de São Paulo. Foto de 7 de Maio de 1900.
1902
Pátio do Colégio em 1902.
1905
Santa Casa de Misericórdia, em 1905.
Rua Barao de Itapetininga em 1905.
Liceu de Artes e Ofícios (atual Pinacoteca do Estado de São Paulo) na avenida Tiradentes, em 1905.
Rua São Bento esquina com a Rua Direita, em 1905.
1906
Bonde com destino à Barra Funda na rua São Bento, em 1906.
1910
Belvedere do Trianon em 1910.
Largo do Arouche em 1910.
Vale do Saracura, atual região da avenida 9 de julho. Foto de Vincenzo Pastore.
Carroça de coleta de lixo na Rua Direita, entre o Largo da Misericórdia e a Rua São Bento em 1910.
Rua São Bento, Fábrica de Flores, em 1910.

Últimas Atualizações