Pero Dias
Nascido por volta de 1530, não se sabe ao certo se em Portugal ou no Brasil, Pero Dias veio para São Paulo em 1554 como irmão leigo da Companhia de Jesus. Fez o noviciado na Bahia, saindo da Companhia entre 1566 4 1567.
Estando o cacique Tibiriçá profundamente afeiçoado a Pero Dias, pediu-o para seu genro. Sendo noviço, e estando portanto impossibilitado de contrair matrimônio, obteve licença especial para casar-se com Terebê, batizada com o nome de Maria da Grã. Dessa relação vieram 13 filhos.
Viúvo de Maria da Grã, Pero Dias se casa com Antonia Gomes da Silva, filha de Pedro Gomes e de Izabel Affonso.
Pero Dias participou do governo da vila de São Paulo ocupando o cargo de juiz ordinário, como se vê nas atas da Câmara de S. Paulo. Faleceu com testamento em 1590, em que declarou os seus dois casamentos.

Últimas Atualizações